Logo Liga das Noivas
Cantoneira Cantoneira Cantoneira Cantoneira
Siga-nos no Twitter da Liga das noivas Acesse o facebook da Liga das noivas
Boneca Liga das Noivas - Beleza & Fitness

Antes H1Correndo contra o tempo

cirurgia plasticaNoivas querem sempre ficar lindas para o seu dia. Maquiagem, vestido, acessórios…, tudo tem que estar perfeito. Mas algumas mulheres querem mais que os preparativos que serão realizados no dia do casório. E para as que querem mudar algo na aparência, mas que precisam de cirurgia, conversamos com especialistas no assunto para tirar algumas dúvidas.

 

Levantamos algumas questões com os cirurgiões plásticos Brunna Salvarezza e Eduardo Porto Leite, da clínica Beaute, na Barra da Tijuca, que podem ajudar você – se esse for o seu caso – a se programar para que tudo esteja de acordo com o que quer no dia D.

 

Algumas noivas querem mudar algumas partes do corpo antes do casamento. Qual é o tempo mínimo que devem fazer a cirurgia antes do casamento para que estejam totalmente recuperadas no dia D?

 

Brunna Salvarezza: De maneira geral, o mínimo de antecedência seria de um mês. Mas isso depende muito do tipo da cirurgia procurada. Por exemplo, tratando-se de lipoaspiração, o edema principal terminará de sair aos três meses e de maneira definitiva aos seis meses, porém, logo com um mês, a paciente já verá grande diferença em relação a como era anteriormente e provavelmente já estará satisfeita para o grande dia. Para prótese de mama também em um mês a paciente estará praticamente recuperada, mas com pequenas limitações na movimentação dos braços. Já em cirurgias faciais, qualquer pequeno edema poderá ser notado. Então, o ideal é termos três meses para garantir que estará tudo bem. Mas isso também não é uma regra. Em algumas correções pequenas de nariz, como por exemplo uma pequena giba ou apenas elevar a ponta, em geral, em um mês a paciente já estará praticamente sem nenhum edema.

 

2. Caso busquem um resultado que não será possível (como mulheres que querem um resultado para três meses, mas a cirurgia deveria ser realizada antes), como as orientam?

 

Brunna Salvarezza: Cada caso é um caso. Explicamos bem as possíveis limitações no momento do casamento e o que será necessário respeitar, como, por exemplo, adaptar o modelo do vestido para poder utilizar a cinta, escolher um modelo que sustente bem as mamas ou ao elevar os braços 180 graus. Se a paciente estiver disposta a respeitar as orientações, estaremos de acordo. No caso de a expectativa não ser possível, tentaremos encontrar alguma segunda opção no mundo da cirurgia plástica ou da estética que chegue próximo ao desejado no tempo hábil. O fundamental é sempre a sinceridade com a paciente sobre cada detalhe da sua recuperação e sobre o que é possível conseguirmos no tempo que teremos. Dar outras opções, talvez menos invasivas, para aquele momento e tentar atender da melhor maneira possível o desejo da noiva para esse momento tão especial, mas sem correr riscos desnecessários.

 

3. Em seu consultório, quais são as cirurgias mais pedidas por mulheres que vão casar em breve? O que elas querem “melhorar” antes do grande dia?

 

Brunna Salvarezza: Sem dúvidas são a prótese de mama, a lipoaspiração e a rinoplastia. A prótese, por exemplo, faz muita diferença na escolha do vestido e valoriza muito o corpo da mulher.

 

4. Para quem deseja fazer uma cirurgia plástica, quais conselhos daria na hora de procurar um cirurgião plástico?

 

Eduardo Porto Leite: Procure um cirurgião de confiança, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, que entenda suas expectativas e explique cada detalhe. É fundamental a empatia e a sintonia para que o resultado esperado seja aquele alcançado. Outra coisa é a segurança sempre em primeiro lugar. Escolha o local da sua cirurgia com muito cuidado, veja as opções que seu cirurgião te dará e certifique-se que a sua escolha esteja completamente certificada.

 

5. Quais exames são pedidos?

 

Eduardo Porto Leite: Exame de sangue básico e de coagulação, raio X de tórax, eletrocardiograma com o risco cirúrgico, e exames específicos para a área que será operada, como mamografia, ou tomografia do nariz, ou ultrassom do abdômen.

 

A seguir, listamos o tempo mínimo para a realização de alguns procedimentos: seios: só prótese, um mês; redução ou elevação, três meses; nariz: depende muito da deformidade. Se for algo pequeno, um mês; grandes mudanças devem ser três meses; orelhas: um mês; bochechas: um mês; barriga: três meses; lipoaspiração: um mês; pálpebra: um mês; braços: só lipo, um mês; retirada de pele, três meses.

 

Vale lembrar que, como disse Eduardo Porto Leite, “existem várias estratégias para acelerar o tempo de recuperação da paciente. Drenagem linfática bem feita, ultrassom, radiofrequência, carboxiterapia, entre outras, nos auxilia muito nesses momentos. Mas o ideal é que o quanto antes a paciente se decidir pelo procedimento, mais tranquila estará no grande dia.”.

 

Compartilhe:

Deixe seu comentário

Deixe o seu Comentário

Seu email nunca será publicado Campos marcado com * devem ser preenchidos

*
*