Logo Liga das Noivas
Cantoneira Cantoneira Cantoneira Cantoneira
Siga-nos no Twitter da Liga das noivas Acesse o facebook da Liga das noivas
Boneca Liga das Noivas - Intimidade

Antes H1O pedido esperado

O casamento é o sonho de quase todas as mulheres. Porém, antes da data propriamente dita, existe um outro momento que pode ser tão inesquecível quanto a cerimônia em si: o pedido de casamento. Alguns optam por um jantar com a família para fazer o pedido, outros noivos elaboram uma viagem romântica. Mas há, ainda, os que gostam de pegar as noivas de surpresa – e que surpresa – e transformar o pedido em algo jamais pensado.

Rosana e Sérgio estão casados há 15 anos.

Rosana e Sérgio estão casados há 15 anos.

E foi assim que a jornalista e professora de inglês Rosana Junger dos Santos foi surpreendida. “Eu estava na minha escola de inglês, dando aula para um grupo de oito adolescentes, quando a minha secretária bateu na porta e me entregou uma sacola do Mc Donald’s, dizendo que o Sergio havia deixado pra mim. Abri a sacola e tinha a caixinha do Cheddar, meu sanduíche favorito. Dentro da caixa, havia um bilhete. Estava escrito exatamente assim: Você aceita casar comigo? a) Sim, claro. b) Talvez em um futuro próximo c) Não, de jeito nenhum. Fiquei atordoada, mas, claro, muito feliz! Já estávamos começando a olhar detalhes para o nosso casamento e a gente já tinha ido no buffet que eu queria fazer a festa e as duas data disponíveis eram 16 e 23 de setembro do ano seguinte. E eu sempre falava com o Sergio que não queria ficar noiva sem ter data prevista, ficar noiva por ficar, aquela coisa de ficar noiva por dois anos não era pra mim.”, explica. Mas isso ainda não era a surpresa inteira: “A data que isso tudo aconteceu foi dia 16 de setembro de 1999. E, depois, eu fiquei sabendo que ele tinha pré-agendado com o buffet a mesma data para o ano seguinte. E ele ainda me disse que ficaríamos noivos por um ano, nem um dia a mais”, relembra Rosana.

Thaiana e Renato vão casar em agosto, na Inglaterra.

Thaiana e Renato vão casar em agosto, na Inglaterra.

Com a farmacêutica Thaiana Mendes, o pedido foi há pouco tempo, exatamente duas semanas atrás, e ela dividiu a história com a gente, em primeira mão, já que nem toda a família sabe ainda. “Eu estava deitada na minha cama, de pijama, conversando com Renato. Ele está morando em Londres e eu aqui no Brasil. Nós morávamos juntos, mas eu voltei por motivos de trabalho. Conversa vai, conversa vem – lá são 4h a frente nessa época do ano -, já era meia noite lá e ele disse que iria dormir e que precisávamos conversar no dia seguinte, pois havia feito algo que eu não gostaria. Obviamente que eu comecei a questionar com perguntas e disse q não iria esperar até o dia seguinte. Ele ficou me enrolando assim uns 20 minutos e finalmente disse ‘Então tá, vou contar uma história. Não vou citar nomes e vai me ouvir sem interromper, senão eu não conto. Então, tenho uma amiga, de quem eu gosto muito e, eu não sabia, mas o marido dela é muito religioso e toca órgão na igreja. Aí eu perguntei onde foi que ele aprendeu. Descobri que ele é amigo do padre faz muitos anos e aprendeu a tocar lá. Então, ela me levou lá na igreja e, veja, é uma igreja linda, do século XI. Eu perguntei ao padre se ele daria a benção a um casal, e se o marido se importaria de tocar o órgão durante essa benção’. Eu, então, perguntei se ele estava falando da Cath e do Gareth, o casal de donos da casa onde ele mora, e que são uns queridos, e se estava me pedindo em casamento. Ele respondeu que sim, mas logo emendou: ‘Eu sei que você não queria casar na Inglaterra porque está longe da sua família, mas, né, quantas amigas suas casaram em uma igreja do século XI?’. Eu respondi que nenhuma e que queria matá-lo, mas não me aguentava de tanta alegria. E ele completou ‘eu disse que você não iria gostar’”, conta Thaiana, gargalhando. “Na realidade, logo depois eu soube que eu não iria saber antes da data, mas que uma amiga o alertou sobre a ‘possibilidade’ de querer me arrumar para meu casamento. Fico sorrindo sempre que penso nisso. Vai ser uma coisa nossa, só nos dois, o padre, Cath e Gareth, e vai ser agora em agosto, no recesso das Olimpíadas. Esse pedido é ainda mais inusitado porque seria a última coisa esperada no mundo por mim, já que o Renato já foi casado e eu achava que não gostaria de casar na igreja. Eu já estava ate conformada. Não preciso fizer que fiquei mega feliz com tudo isso, né?”, complementa.

Natália foi pedida em casamento por Léo dentro de um helicóptero.

Natália foi pedida em casamento por Léo dentro de um helicóptero.

E o que você diria sobre ser pedida em casamento dentro de um helicóptero? Isso foi o que aconteceu com a designer de bolos Natália Blanc. No caso dela, literalmente, ela ficou nas nuvens. “Foi uma surpresa, em lindo domingo de sol, no dia 28 de novembro de 2015. Léo, meu noivo, me disse que deveríamos acordar cedo porque ia me levar a um lugar legal. Perguntei para onde, mas ele me disse que era surpresa e eu não insisti. Como já havia semanas que ele reclamava do tempo, que só chovia nos fins de semana e também havíamos conversado sobre os pontos turísticos do Rio que nunca visitamos, achei que visitaríamos o Cristo. Saímos de casa cedinho. Quando ele pegou o caminho da Grajaú-Jacarepaguá, achei estranho e comecei a ficar curiosa de verdade. Quando chegamos ao Aeroporto de Jacarepaguá, ele entrou. O pedido foi feito dentro do helicóptero, no alto da nossa Cidade Maravilhosa, com o Cristo ao fundo. Foi emocionante. Fiquei sem reação! Ele me pediu para filmá-lo. Como estava com o Cristo pertinho, bem atrás dele, imaginei que fosse por isso. Então, ele sacou uma série de cartões do bolso e começou a passá-los para mim. Os dizeres eram lindos, falando da nossa história e como eu era importante para ele. No penúltimo cartão, havia a pergunta que quase todas as mulheres querem ouvir: ‘Casa comigo?’. Ele me conhece tão bem, que no último cartão estava escrito ‘Fala alguma coisa!’. Fiquei muda! Senti vergonha do piloto presenciar esse momento, fiquei surpresa com a atitude do Léo e com todo o esforço dos preparativos. Depois de alguns segundos, chorando, assenti com a cabeça. Fomos comemorar tomando café na Colombo, eu com o rosto todo borrado.”, conta Natália. O casamento será no dia 5 de novembro deste ano e de um jeito bem carioca: a cerimônia e a festa serão de frente para o Bondinho, terão uma mesa com comidas de boteco, além de biscoito O Globo e sacolé.

Surpresas são sempre bem-vindas, não é mesmo? Mas se você já passou pela fase do pedido, que tal planejar algo inusitado para surpreender seu noivo durante o casamento? Certamente, também será inesquecível.

 

Compartilhe:

Deixe seu comentário

Deixe o seu Comentário

Seu email nunca será publicado Campos marcado com * devem ser preenchidos

*
*