Logo Liga das Noivas
Cantoneira Cantoneira Cantoneira Cantoneira
Siga-nos no Twitter da Liga das noivas Acesse o facebook da Liga das noivas
Boneca Liga das Noivas - Casa

Antes H1O momento certo

Comprar o próprio imóvel antes do Dia D é o sonho da maioria dos casais. Mas, para dar esse passo, é preciso planejamento, é claro. Por isso, conversarmos com Sidney Matos, Diretor Comercial da A Fonte Imobiliária (www.afonteimobiliaria.com.br), para tirar algumas dúvidas sobre como escolher e se organizar para adquirir o primeiro cantinho do casal.

1.Qual seria o primeiro passo para quem quer comprar um imóvel?

Procurar um bom profissional credenciado seria o primeiro passo. O corretor de imóveis saberá orientar o cliente da melhor forma. Se o comprador quer comprar à vista é de uma forma, se quer financiar já é de outra. É importante contar com um corretor que entenda profundamente de documentação e também do passo a passo para financiar um imóvel.

2. Quais documentos a pessoa que vai comprar deve verificar e em quais órgãos?

Registro Geral do Imóvel (RGI) e Carnê de IPTU. Isto para se fazer um sinal de compra e venda. Para lavrar a Escritura Definitiva, ou seja, em cartório, serão necessárias, além do RGI, certidões dos Cartórios de Distribuição e Protestos, Certidão da Justiça Federal, Certidão de Quitação Fiscal e Condominial. Estes documentos são providenciados pelo corretor, que sempre tem um bom despachante, habituado a este serviço.

3. Imóveis vendidos em leilões são um bom negócio? Por quê?

Depende. Até para comprar um imóvel em leilão é preciso estar bem assessorado. É preciso saber que problemas recaem sobre este imóvel, que dívidas ele tem, o porquê dele ter ido à leilão.

4. E os que estão em inventário?

Também depende. Um inventário pode ter sete cabeças ou uma apenas. Cada caso é um caso. Também aconselho estar assessorado por um profissional que entenda do assunto. Hoje em dia já se resolve inventários simples direto no cartório, ou seja, aqueles que não têm problemas de brigas ou mesmo jurídicos.

5. Quanto, do orçamento mensal, um casal deve investir, no máximo, nas prestações de um imóvel financiado?

O interessante, o mais seguro, é comprometer 30% de sua renda mensal.

6. Imóvel escolhido, quais taxas são por conta do comprador e quais pelo antigo dono?

O vendedor é obrigado a custear as certidões dele e do imóvel. O comprador arca com o custo do Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) e paga também a Escritura e o Registro. Se houver Laudêmio, quem paga é o vendedor, mas isso pode também ser combinado entre as partes.

7. E se o casal desistir da compra por achar outro melhor, como deve proceder?

Se eles já tiverem efetivado o Sinal de Princípio de Pagamento ou Promessa de Compra e Venda, a lei diz que o comprador perde o sinal dado em favor do vendedor.

8. Em relação a estrutura do imóvel, caso não seja primeira locação, o que deve ser avaliado?

Como toda compra de imóvel, deve-se avaliar a inadimplência condominial do prédio e se há processos trabalhistas. Quanto à parte física, acho importante saber se houve reforma elétrica e hidráulica. Interessante saber quanto vai se gastar para colocar a rede elétrica atualizada, suportando mais carga, pois os prédios de 30 anos atrás não estavam preparados para o uso de tantos aparelhos eletro eletrônicos como hoje em dia. Importante avaliar a quantidade de elevadores e vagas.

9. Quais “itens” valorizam e quais desvalorizam um imóvel?

O que mais valoriza um imóvel é a boa localização: perto de comércio, acesso aos meios de transporte e estar numa rua tranquila são fatores importantíssimos. Andares altos, com vista  e sol nascente também valorizam bastante. O que desvaloriza são ruas com grande movimento, barulho, proximidade com comunidades, ruas de feira, andar baixo e sol da tarde – especialmente numa cidade como o Rio de Janeiro, que é praticamente verão o ano todo.

10. O que é mais negócio: comprar um imóvel que precise de obras e seja mais barato, ou um pronto para morar, mesmo não sendo exatamente o imóvel dos sonhos?

Depende. Tem gente que gosta de fazer obras para colocar o imóvel a seu gosto. Outros, não tão exigentes assim, ou com pouca verba para investir, não querem fazer obras.

11. Existe um padrão de imóvel que casais recém casados procurem? E bairros?

Sim, normalmente com dois quartos: um para dormitório e outro para escritório. E se tiver infraestrutura no condomínio, melhor ainda. Gostam também de estar em bairros que facilitem o transporte e que tenha farto comércio.

12. Se pudesse dar um conselho para quem está adquirindo seu primeiro imóvel, qual seria?

Primeiro, procure um bom corretor de imóveis. Passe a ele sua real necessidade: valor que quer investir, se vai usar financiamento, bairros que gosta e descrição básica: quantos quartos, vagas e se precisa de infraestrutura no condomínio. E depois vá ser feliz!

13. Mais alguma informação que queira passar?

Pense bem antes de comprar um imóvel, tenham a certeza que é isso mesmo que querem, pois não se compra imóvel como se troca de carro.

 

 

 

Compartilhe:

Deixe seu comentário

Deixe o seu Comentário

Seu email nunca será publicado Campos marcado com * devem ser preenchidos

*
*