Logo Liga das Noivas
Cantoneira Cantoneira Cantoneira Cantoneira
Siga-nos no Twitter da Liga das noivas Acesse o facebook da Liga das noivas
Boneca Liga das Noivas - Tendência

Antes H1Borbulhas de alegria

Foi-se o tempo em que casamentos eram comemorações simples, com bebidas igualmente sem graça. Atualmente, com os grandes eventos que os noivos realizam, o menu é dos mais sofisticados, independentemente do tipo de culinária escolhida.

E uma das maiores preocupações de quem vai organizar o evento (a não ser que este seja um especialista) é a escolha do espumante que será servido. Por isso, conversamos com Rafael Roseira, do site www.terroirs.com.br, para tirar dúvidas e ajudar os noivos na hora de comprar a melhor bebida para o casamento.

Rafael Roseira 3x4 (informal) 2

Rafael Roseira dá dicas sobre os espumantes para casamentos

Quais os espumantes mais tradicionais servidos em casamentos?

Diferente de um jantar, uma reunião ou uma simples comemoração, um casamento demanda uma grande quantidade de garrafas de espumante. Portanto, até as noivas com orçamento mais folgado costumam deixar de lado rótulos mais tradicionais e requintados, como os champanhes Veuve Clicquot, Moët & Chandon e Taittinger, proseccos e cavas. Para a ocasião, vale deixar de lado o tradicionalismo e apostar em opções inteligentes: rótulos com bom custo-benefício, eventualmente premiados ou bem pontuados em avaliações e, não se pode esquecer, que agradem aos noivos.

Existe diferença do que servir dependendo do horário do casamento? Fale sobre isso.

Não existe hora certa para os espumantes. A partir do final da manhã, em um brunch, até altas horas da madrugada, o espumante combina com qualquer celebração. Em um almoço ou jantar formal, acompanha muito bem petiscos e entradas. Em uma festa descontraída, combina perfeitamente com a pista de dança.

Alguns acham que espumantes são mais indicados para casamentos. O que você acha sobre esta afirmação?

Espumantes combinam perfeitamente com casamento. São sinônimos de celebração. São flexíveis e combinam com inúmeras situações: casamentos simples ou rebuscados, de dia, tarde ou noite, com jantar ou com comidinhas leves.

Para casamentos mais formais, o espumante pode acompanhar o jantar?

Em celebrações mais formais, com jantares, o espumante harmoniza muito bem com petiscos e entradas. Para acompanhar o prato principal, vinhos brancos ou tintos são mais adequados. E depois do jantar, se a festa continuar, o espumante pode muito bem voltar para embalar a noite.

Durante a manhã, normalmente são servidos mais drinks. Algum feito com espumante que você indique?

Espumantes podem, sim, ser utilizados em drinks. O mais famoso de todos é o Kir Royal, mas o número de opções só é limitado pela imaginação do barman. Já quando falamos de drinks feitos com vinho, não posso deixar de citar o Porto Tonic, feito com vinho do porto branco. Está super na moda.

A estação do ano também conta na hora da escolha do espumante? Fale sobre isso.

A estação do ano influencia mais fortemente na quantidade de espumante a ser comprada. Em dias frios, o consumo de fato é mais reduzido. Caso a celebração seja realizada em um lugar aberto e com o clima mais frio, o vinho tinto será um boa pedida. Mas, sem dúvida, o espumante não será deixado de lado, ele apenas terá um rival a altura.

Por falar em quantidade, quantas garrafas de espumante devem ser adquiridas para um casamento?

Uma boa média é uma garrafa para dois convidados. Porém, este número pode diminuir para uma garrafa para três convidados se na festa também for servido cerveja, drinks, vinho ou whisky. Uma excelente dica é procurar um fornecedor que trabalhe com consignação. Compre uma garrafa para cada três convidados e peça a diferença para uma garrafa para cada dois convidados como consignação. No final das contas, você ainda pode optar por ficar com algumas garrafas em casa e começar a vida de casado com o pé direito.

Você poderia sugerir algum rótulo com bom custo-benefício?

Uma boa dica são os espumantes nacionais. A qualidade de nossos espumantes tem crescido cada vez mais nos últimos anos e sua fama já é notada em várias partes do mundo. Em recente viagem ao Chile, ouvi de alguns produtores locais que não é possível competir com os espumantes brasileiros. De fato, algo para se orgulhar.

Sugerir rótulos é sempre uma tarefa difícil, porque acabamos cometendo injustiça com os inúmeros rótulos de ótima qualidade que não foram citados. Mas vou me arriscar. Para orçamentos mais elásticos, dois bons rótulos são o tradicional Chandon Reserve Brut e o Cave Geisse Brut, produtor que vem se destacando com rótulos de qualidade excepcional. Para orçamentos mais apertados, sugiro o Casa Valduga Arte Tradicional Brut, Salton Brut e o Panizzon Chardonnay Brut, todos com um excelente preço comparado a qualidade que entregam.

Uma dica importante é a escolha do tipo de espumante. Apesar de rótulos Demi-Sec agradarem na primeira taça, eles acabam se mostrando enjoativos, devido ao elevado teor de açúcar, quando degustados durante várias horas de festa. Da mesma forma, os rótulos Nature podem não agradar por serem mais secos e, naturalmente, menos familiar para a maioria dos paladares. A melhor opção é de fato os rótulos Brut, que contém alguma doçura, combinam com a maioria dos pratos e podem ser apreciados durante cinco ou mais horas de festa.

Quais sites e lojas você indicaria para quem quer comprar em grande quantidade?

Usualmente, lojas na internet e grandes revendedores não oferecem condições especiais para a compra de grande quantidade de garrafas. Portanto, a melhor opção é buscar revendedores locais ou especializados em eventos. Eles costumam fornecer maiores descontos para grandes pedidos e estão mais acostumados a trabalhar com consignação.

 

 

Compartilhe:

Deixe seu comentário

Deixe o seu Comentário

Seu email nunca será publicado Campos marcado com * devem ser preenchidos

*
*