Logo Liga das Noivas
Cantoneira Cantoneira Cantoneira Cantoneira
Siga-nos no Twitter da Liga das noivas Acesse o facebook da Liga das noivas
Boneca Liga das Noivas - Casa

Antes H1Verde que te quero…..verde

Você acabou de casar, voltou da lua de mel com seu marido, mas a entrada na nova casa parece um pouco distante do que imaginou? Natural. Afinal, além de ser um lugar novo para ambos, a sensação de tudo novo, milimetricamente arrumado, pode causar a algumas pessoas a sensação de impessoalidade. Mas como resolver isso?

Além do tempo para que ambos reconheçam o espaço como a nova casa, uma das dicas que mais dá certo para que o casal perceba o lugar como o novo lar é a correta disposição de algumas plantas. O porquê disso? Além de acolhedoras, elas dão a impressão de reproduzir a casa dos pais.

Para dar sugestões sobre como arrumar melhor a sua casa com as plantas corretas, conversamos com a paisagista Beatriz De Santiago. Ela diz que, antes de mais nada e para acertar na escolha das plantas, é imprescindível saber a rotina do casal, se tem animal de estimação, se tem ajudante ou alguém que possa ajudá-los numa eventual viagem prolongada, ou até no dia-a-dia mesmo.

Ela explica que para jovens casais, que geralmente não têm muito tempo para cuidar das plantas em função da rotina de trabalho fora, chegando em casa tarde e cansados, as plantas ideais são aquelas de baixa manutenção, que não sejam muito exigentes em relação à rega e cuidados especiais, como cactos, suculentas, palmeiras, pleomeles, zamioculcas, lança de São Jorge, Pau d`água e bambu da sorte.

“Para apartamentos pequenos, com varandas pequenas, que hoje é muito comum, eu sempre indico um jardim vertical, que fica super bonito, não ocupa espaço e é fácil de cuidar. Outra análise importante é sobre a incidência de sol. A indicação das plantas também depende muito da existência de luz”, comenta Beatriz.

Para casais que começam a vida de casados em apartamentos, ela indica que as plantas fiquem em varandas ou perto das janelas, onde é observada a maior quantidade de luz. Já em casas que tenham uma boa área externa, o ideal é fazer um jardim de verdade, planejado com plantas adequadas ao ambiente. “O jardim valoriza muito o imóvel, além de proporcionar leveza, paz, harmonia e o prazer de sempre estar em contato com a natureza”, complementa.

E plantas em quartos? Beatriz conta que isso depende do casal. “Se ela tiver um significado, acho que vale a pena ter. Mas aconselho as pequenas, para não atravancar o ambiente. Eu sempre indico um bambu da sorte ou uma mini lança de São Jorge em cachepô de vidro ou cerâmica branca. Mas pequenos, só para dar um charme mesmo e aquela sensação de proteção. O bambu da sorte (Dracaena Sanderiana), por exemplo, tem um estudo milenar do feng shui que diz que ela troca as energias do ambiente, trazendo harmonia e sorte”, exemplifica a paisagista.

Ou seja, independentemente de ser casa ou apartamento, o importante é que o casal escolha as plantas e locais certos para conservá-las. Afinal, embora não precisem dos mesmos cuidados que um animal de estimação ou uma criança, as plantas necessitam de dedicação e boa vontade para que permaneçam bonitas e vistosas, transformando seu imóvel em um verdadeiro lar.

Compartilhe:

Deixe seu comentário

Deixe o seu Comentário

Seu email nunca será publicado Campos marcado com * devem ser preenchidos

*
*